Natura lança plano trienal para recuperar ritmo de crescimento

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008 14:54 BRT
 

Por Renata de Freitas

SÃO PAULO (Reuters) - Após um ano em que suas ações perderam 41 por cento de valor enquanto a Bovespa teve ganho de 44 por cento, a Natura, maior fabricante brasileira de cosméticos, anunciou nesta quinta-feira plano 2008-2010 de investimentos mais pesados em marketing, revisão da carteira de produtos e promessa de ganhar mercado no Brasil e no exterior.

As ações da empresa reagiam positivamente, com alta de 1,16 por cento, cotadas a 17,43 reais, por volta das 14h50. O Ibovespa subia 0,26 por cento no mesmo horário, a 65.666 pontos.

"Estamos bastante confiantes em fazer uma retomada do crescimento", afirmou o diretor-presidente da Natura, Alessandro Carlucci, a jornalistas, após ter admitido que pode ter havido frustração de expectativas de investidores no último ano.

O executivo reconhece que a empresa cresceu em ritmo menor que o mercado brasileiro de cosméticos e higiene pessoal no ano passado, além de ter perdido participação. Nos primeiros dez meses de 2007, segundo dados setoriais apresentados na entrevista, a Natura perdeu um ponto percentual, para pouco menos de 22 por cento.

Com o novo plano, a promessa é de aumentar essa fatia localmente, mas não foi divulgada uma meta.

A expansão internacional terá prosseguimento com a expectativa de passar de 0,5 por cento para 4,5 por cento nos mercados onde atua na América Latina até 2012 --quando espera, então, alcançar receita de 500 milhões de dólares nessa região.

As operações na Argentina, Chile e Peru estão perto do equilíbrio financeiro, de acordo com Carlucci, e devem chegar nesse estágio na Colômbia, Venezuela e México em 2010.

Depois de uma investida ousada na França, laboratório de venda direta da Natura que ainda não rendeu muitos frutos, a companhia montou uma estratégia para o competitivo mercado norte-americano.   Continuação...