Gastos com cartão derrubam ministra da Igualdade Racial

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008 15:57 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A ministra Matilde Ribeiro, da Igualdade Racial, pediu demissão nesta sexta-feira assumindo o erro pelo uso irregular do cartão corporativo da Presidência. Ela responsabilizou sua assessoria pela má utilização.

"Assumo o erro administrativo pelo uso do cartão do governo federal", disse a ministra a jornalistas.

"Fui orientada pela minha assessoria. Se trata de um erro administrativo que pode e deve ser corrigido", disse, acrescentando que sua vida pessoal sempre foi pautada pela "responsabilidade".

"Diante dos fatos ainda em avaliação, mas sabedora da implicação administrativa, solicito meu desligamento deste governo", afirmou.

Fragilizada no Planalto a partir da divulgação das acusações, Matilde conversou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva antes da entrevista.

Entre as irregularidades apontadas, a principal é a de que ela teria gasto mais de 100 mil reais na locação de carros em apenas um ano utilizando-se sempre da mesma locadora.

O caso está sendo analisado pela Controladoria Geral da União (CGU) e pela Comissão de Ética Pública. A orientação da CGU, no entanto, é de que a ministra deveria ter realizado uma licitação para a escolha da locadora, em função da frequência do uso.

(Reportagem de Carmen Munari; Edição de Mair Pena Neto)