Mercados asiáticos batem recorde impulsionados por mineradoras

segunda-feira, 1 de outubro de 2007 08:15 BRT
 

Por Louise Heavens

CINGAPURA (Reuters) - As bolsas de valores fora do Japão alcançaram recorde nesta segunda-feira, incentivadas por alta nos preços do petróleo e de outras commodities que impulsionou ações de mineradoras. O dólar caiu para níveis mínimos ajudando a elevar o ouro para maior nível em 28 anos.

Um alerta do UBS, que também afastou o chefe de seu banco de investimentos, não espalhou mau humor nos investidores asiáticos.

As ações do grupo financeiro de Cingapura DBS, que viu a saída de seu presidente-executivo depois de problemas com a crise no mercado de crédito dos Estados Unidos, subiram 1,39 por cento, ajudando o índice da bolsa local a bater recorde aos 3.774 pontos, antes de recuar, fechando a 3.755 pontos.

O índice que reúne os principais mercados da Ásia menos o Japão fechou em alta de 0,67 por cento, a 538 pontos. O indicador acumula alta de mais de 30 por cento este ano.

Já o índice MSCI mundial subia 0,08 por cento, a 412,22 pontos, operando perto do recorde de 415,35 pontos alcançado em 20 de julho deste ano, pouco antes do tombo global sofrido pelas ações.

No Japão, a bolsa de Tóquio subiu 0,36 por cento, para 16.845 pontos, apoiada por pesquisa do banco central do país que mostrou que os empresários estão otimistas, apesar da turbulência nos mercados de crédito e temores de redução no ritmo econômico dos EUA. O relatório aumentou expectativas de que o Banco do Japão elevará a taxa de juro.

"Apesar dos fatores negativos, como a turbulência do mercado, o resultado da pesquisa foi forte, ressaltando a força das atividades das empresas", disse Koji Ochiai, analista sênior de mercado da Mizuho Securities.

A bolsa de Seul encerrou em alta de 0,83 por cento, a 1.962 pontos, ajudada pelas ações da Posco, que subiram 1,2 por cento depois que a siderúrgica informou que vai aumentar preços de produtos de aço inoxidável para refletir preços de mais altos do níquel.

Na Austrália, Sydney fechou em queda de 0,06 por cento. O mercado foi afetado por queda nas ações do Westfield Group e de outras companhias com grande geração de receita no exterior por temores de que uma valorização do dólar australiano para o maior nível em 18 anos possa erodir o valor de lucros internacionais.

Em Taiwan, a bolsa fechou em alta de 0,13 por cento, a 9.488 pontos.

 
<p>Corretor assiste painel eletr&ocirc;nico na bolsa das Filipinas em Makati, dia 21 de agosto. As bolsas de valores fora do Jap&atilde;o alcan&ccedil;aram recorde nesta segunda-feira, incentivadas por alta nos pre&ccedil;os do petr&oacute;leo e de outras commodities que impulsionou a&ccedil;&otilde;es de mineradoras. Photo by Darren Whiteside</p>