Citigroup prevê queda de 60% no lucro do 3o trimestre

segunda-feira, 1 de outubro de 2007 09:39 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O Citigroup, o maior banco norte-americano em valor de mercado, informou nesta segunda-feira que prevê queda de 60 por cento no lucro líquido do terceiro trimestre por causa da crise nos mercados de crédito imobiliário de alto risco e de empréstimos alavancados, bem como fraqueza nos negócios no varejo.

O presidente-executivo do Citigroup, Charles Prince, classificou de "clara decepção" a previsão de resultado e informou que a queda é influenciada por "fraca performance em atividades de crédito no mercado de renda fixa, baixa contábil em compromissos de empréstimos alavancados e aumentos no custos de crédito ao consumidor".

Dentre os principais itens responsáveis pela queda no lucro estão os 1,4 bilhão de dólares a serem registrados como baixa contábil antes de impostos referentes a compromissos de empréstimos alavancados.

O Citi também informou que vai assumir 1,3 bilhão de dólares em perdas antes de impostos no valor de ativos vinculados ao setor de hipotecas de alto risco que havia mantido para transformar em obrigações de débito colateralizado, e empréstimos alavancados que planejou reempacotar em garantias de obrigação de empréstimos colateralizados.

O alerta de lucro foi feito no mesmo dia em que o banco suíço UBS, o maior administrador de fundos do mundo, revelou 3,4 bilhões de dólares em perdas, cortes de funcionários e reorganização na administração.

REUTERS RB AAJ