Petróleo nos EUA sobe com preocupações sobre Irã e oferta

terça-feira, 1 de julho de 2008 17:26 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo nos Estado Unidos tiveram um novo recorde de fechamento nesta terça-feira devido às tensões no Oriente Médio, preocupações com a oferta após um relatório da Agência Internacional de Energia e ao dólar volátil. "A recuperação do dólar (de suas mínimas) ajudou a recuar o petróleo de suas máximas, mas o que dirige o mercado é se o governo Bush está planejando atacar o Irã, ou planejando permitir que Israel o faça", disse Mark Waggoner, presidente da Excel Futures Inc.

Na Nymex, o contrato agosto subiu 0,97 dólar, ou 0,69 por cento, para fechar a 140,97 dólares por barril, novo recorde de fechamento. A commodity foi negociada entre 139,95 e 143,33 dólares, pouco abaixo do recorde intradia atingido na véspera a 143,67 dólares.

Em Londres, o petróleo tipo Brent avançou 0,84 dólar para fechar a 140,67 dólares, após ser negociado entre 140,11 e 143,31 dólares.

Tensões entre Israel e o Irã e um dólar fraco ajudou a elevar o petróleo, afirmou o presidente da Opep, Chakib Khelil, nesta terça-feira.

O Departamento do Estado norte-americano criticou nesta terça-feira os comentários de uma autoridade sênior de defesa não identificada que disse ao ABC News que existe uma possibilidade crescente que Israel ataque o Irã devido ao programa nuclear do país.

A oferta de petróleo vai subir mais lentamente do que o esperado até 2013, deixando poucas reservas apesar de um menor crescimento da demanda, afirmou a Agência Internacional de Energia nesta terça-feira.

(Reportagem de Robert Gibbons)