Petrobras produz primeiro óleo extrapesado no Brasil

terça-feira, 1 de abril de 2008 18:02 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O navio-plataforma FPSO Cidade de Rio das Ostras, da Petrobras, entrou em operação na segunda-feira e vai produzir 15 mil barris de petróleo extrapesado por dia, um projeto-piloto que poderá otimizar a produção desse tipo de óleo no país.

O FPSO está localizado no campo de Badejo, na Bacia de Campos (RJ), e é a primeira plataforma projetada para produzir petróleo extrapesado no Brasil. A capacidade de estocagem da unidade é de 200 mil barris.

"É uma missão da Petrobras transformar recursos em riquezas e, desde o início do projeto, a empresa mostrou mais uma vez seu poder de realização ao produzir o primeiro petróleo do reservatório de Siri. Por isso, considero hoje o primeiro dia do futuro", disse o diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Guilherme Estrella, em um comunicado nesta terça-feira.

A unidade, que opera a 95 metros de profundidade e a 80 quilômetros da costa, será utilizada como projeto-piloto de produção do reservatório de Siri, localizado naquele campo.

A empresa informou que a existência de petróleo no reservatório de Siri é conhecida desde 1975, mas os primeiros testes apresentaram vazão de petróleo muito baixa e a comercialização foi considerada inviável.

Com a nova tecnologia e o barril de petróleo atingindo marcas recordes, acima dos 100 dólares, reservatórios como o de Siri voltaram a ter a atenção da empresa. O óleo de Siri tem 12,8 graus API (medida de densidade), o mais pesado já produzido no país.

"Mais que um novo sistema de produção, o FPSO Cidade de Rio das Ostras será um laboratório para o desenvolvimento de outros campos marítimos de óleo extrapesado, como Marlim Leste, Albacora Leste, Papa-Terra e Maromba, todos na Bacia de Campos", informou a companhia em nota.

(Reportagem de Denise Luna)