Lula ficou indignado e preocupado com possível grampo--porta-voz

segunda-feira, 1 de setembro de 2008 15:57 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva manifestou "indignação e preocupação" com a possibilidade de escuta telefônica ilegal em ligações de autoridades dos três poderes, disse nesta segunda-feira o porta-voz da Presidência.

Lula externou seus sentimentos em reunião que teve na manhã de segunda-feira com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, uma das vítimas da suposta escuta telefônica, outros ministros do STF e os ministros Tarso Genro (Justiça), Nelson Jobim (Defesa), Jorge Félix (Segurança Institucional) e Franklin Martins (Comunicação Social).

"Na reunião da manhã, o presidente manifestou indignação e preocupação com a possibilidade de que tenha existido um grampo", disse o porta-voz Marcelo Baumbach.

Reportagem da revista Veja acusa a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) de grampear o presidente do STF, ministros do governo Lula, políticos do governo e da oposição, com base em informações de um servidor anônimo da agência.

O STF reúne todos os seus ministros na tarde desta segunda-feira e há a expectativa de uma reação institucional. (Reportagem de Ana Paula Paiva)