Economia caminha normalmente após 30 anos em coma, diz Lula

segunda-feira, 1 de outubro de 2007 17:38 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Após três décadas na UTI, em estado de coma, a economia brasileira vive um momento auspicioso, afirmou nesta segunda-feira o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Esse país estava assim há três décadas, trinta anos de sofrimento...o paciente acordou do coma, recebeu alta e caminha normalmente", disse Lula em discurso no BNDES, após anunciar as 24 primeiras operações financeiras de apoio do banco a cooperativas de catadores de materiais recicláveis, no valor de 16,4 milhões de reais não reembolsáveis.

"Temos que convencer o presidente do BNDES, do Banco do Brasil, da Caixa Econômica, o ministro da Fazenda, o Congresso, que antibiótico a gente dá quando o paciente está enfermo...mas não precisamos mais de antibiótico, é de vitamina C", disse o presidente, reforçando a idéia de que o país precisa de mais investimentos.

Lula afirmou que pelos próximos três anos e quatro meses de governo pretende "consolidar a arrumação da casa". Segundo o presidente até os oposicionistas reconhecem que a economia brasileira vive seu melhor momento nas últimas décadas.

"Qualquer economista de bom senso, mesmo de oposição, com o mínimo de honradez, tem que dizer publicamente que esse país nunca esteve tão arrumado e sólido como agora. Podemos dar outros passos que pareciam impossíveis", disse Lula a uma platéia formada por catadores.