China compra fatia da Rio Tinto e ameaça plano da BHP

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008 13:05 BRST
 

Por Eric Onstad e Lucy Hornby

LONDRES (Reuters) - A gigante estatal chinesa Chinalco se juntou com a produtora norte-americana de alumínio Alcoa para comprar 12 por cento da Rio Tinto, ameaçando planos da BHP Billiton .

A movimentação de 14 bilhões de dólares da estatal Aluminum Corp of China (Chinalco), investimento recorde da China no estrangeiro, ocorre dias antes do prazo final, na quarta-feira, para a BHP realizar uma proposta pela Rio Tinto ou desistir de vez.

A Chinalco e a Alcoa afirmaram ter adquirido 12 por cento das ações da Rio Tinto listadas em Londres, o que garante às duas compradoras uma participação acionária total de 9 por cento, incluindo os papéis da Rio Tinto listados na Austrália.

"Este investimento foi conduzido primeiramente por nossa estratégia de nos tornarmos uma companhia de metais e mineração diversificada", disse Xiao Yaqing, presidente da Chinalco, a repórteres em Londres.

Segundo Yaqing, o governo chinês não interfere nas decisões da companhia.

Não estava nos planos da Chinalco e da Alcoa realizar uma oferta por toda a companhia, mas as empresas se reservaram o direito de fazer tal oferta se qualquer outra empresa o fizer.

De acordo com a Rio Tinto, segunda maior mineradora do mundo em valor de mercado, a compra apenas reforçava seu posicionamento sobre uma proposta subvalorizada por parte da BHP.

A Rio Tinto, rejeitou uma oferta de aproximadamente 126 bilhões de dólares da BHP -- maior mineradora global --, e analistas têm especulado que a China esteja procurando influenciar no negócio como maior consumidora de ambas as companhias.   Continuação...