Bolsas dos EUA sobem mais de 1% e Dow bate recorde

segunda-feira, 1 de outubro de 2007 18:32 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos encerraram em alta a sessão desta segunda-feira, dia em que o Dow Jones teve um fechamento recorde em meio à aposta de que o pior da crise de crédito tenha passado depois que três bancos detalharam as potenciais perdas causadas pela turbulência.

O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 1,38 por cento, para 14.087 pontos, o nível marca o 33o recorde do índice no ano. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 1,46 por cento, para 2.740 pontos e o índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 1,33 por cento, para 1.547 pontos.

O Nasdaq teve o maior nível em mais de seis anos e meio, à medida que os investidores adquiriram ações líderes de tecnologia, como a Apple e Intel.

O Citigroup alertou que seu lucro do terceiro trimestre irá cair 60 por cento, mas investidores se tranquilizaram após o presidente-executivo, Charles Prince, dizer que o maior banco dos Estado Unidos "voltará para um ambiente de lucros normal no quarto trimestre".

"O mercado está cada vez mais convencido que o Fed (Federal Reserve) fará o que for necessário para conter o problema imobiliário", disse Jimi Awad, chairman do W.P. Stewart & Co., em Nova York.

O ex-chairman do Federal Reserve Alan Greenspan disse em um evento na sede da Reuters em Londres existirem sinais de que a crise de financiamento está chegando a um fim, jà que cresce a demanda por mais ativos de risco.

(Por Ellis Mnyandu)