Lula afasta cúpula da Abin para investigar denúncia de grampos

segunda-feira, 1 de setembro de 2008 19:53 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu nesta segunda-feira afastar temporariamente toda a cúpula da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), após denúncias de escutas telefônicas ilegais.

O afastamento é temporário até que a investigação sobre os supostos grampos, a ser feita pelo Ministério Público e pela Polícia Federal, seja concluída, disseram fonte do Planalto

A avaliação do Planalto foi de que o afastamento teria um alto custo político, mas era necessário para afastar um risco de crise institucional.

Denúncia publicada na revista Veja, tendo como fonte um agente anônimo da Abin, acusa a agência de grampear telefonemas do presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, de ministros do governo Lula e de políticos da situação e da oposição.

(Reportagem de Natuza Nery)