Miguel Jorge apresenta nova política industrial a Lula este mês

segunda-feira, 1 de outubro de 2007 20:31 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Miguel Jorge, afirmou nesta segunda-feira que apresenta este mês ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva o novo programa de política industrial, que pretende divulgar ainda esse ano.

"Será uma segunda fase da política industrial brasileira. Não é uma ruptura em relação ao que já fizemos em 2003", disse Miguel Jorge a jornalistas na cerimônia dos 180 anos do Jornal do Commercio.

Segundo o ministro, essa política terá várias "ferramentas", que prevêem o estímulo à inovação tecnológica, ao desenvolvimento de produtos no país, ao aumento da produtividade, entre outros mecanismos.

"Nós imaginamos que se tudo andar bem e não tiver acidente de percurso apresentamos ao presidente Lula esse mês. Ele vai avaliar, ver se é isso mesmo que gostaria e se tem ajustes a serem feitos. Uns dias após a apresentação ao presidente, devemos divulgar", disse Miguel Jorge.

"Na área financeira, além do crédito do BNDES, vamos estimular mecanismos de capitalização e a possibilidade de usar o bom momento do mercado de capitais", acrescentou o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, ao lado do ministro do Desenvolvimento.

Miguel Jorge disse ainda que o plano também prevê a desconcentração na indústria brasileira, que, segundo ele, já está se dando de forma natural.

"Não vamos escolher um determinado local e fazer algo mandatório. Vamos ver a capacidade de cada região ... e reforçar e induzir a atividade daquela região", afirmou o ministro.