Momento ruim no setor automobilístico derruba BMW e Nissan

sexta-feira, 1 de agosto de 2008 09:45 BRT
 

Por Christiaan Hetzner and Chang-Ran Kim

FRANKFURT/TÓQUIO, 1o de agosto (Reuters) - As nuvens que pairam sobre a indústria automobilística envolveram mais duas montadoras nesta sexta-feira, com a BMW emitindo alerta de lucro e a Nissan não conseguindo atingir as previsões de lucro operacional no trimestre.

"As condições de negócios para a indústria automobilística tiveram uma nova forte deterioração no segundo trimestre devido a alta nos preços do petróleo e matérias-primas, fraqueza do dólar, impacto da crise financeira internacional e economia enfraquecida nos Estados Unidos", afirmou a BMW.

A maior fabricante mundial de carros de luxo não atingirá suas metas para 2008 após uma queda de 44 por cento no lucro trimestral antes de impostos, que ficou em 602 milhões de euros (937,3 milhões de dólares), bem abaixo da previsão de 1,04 bilhão de euros, segundo a Reuters Estimates.

A Nissan (7201.T: Cotações), terceira maior montadora do Japão, controlada pela Renault SA (RENA.PA: Cotações), teve uma redução de 46 por cento no lucro operacional no segundo trimestre, mas manteve suas previsões anuais, que indicam seu pior lucro operacional em sete anos.

"Presumimos que 2009 será um outro ano difícil e repleto de desafios", afirmou o presidente-executivo da BMW, Norbert Reithofer, que precisou reduzir suas expectativas pela primeira vez à frente a montadora.

A montadora alemã espera agora que os crescentes custos com matérias-primas reduzam os lucros da empresa em 40 bilhões de euros, com os custos de aço, metais e plástico se mantendo em alta.

O presidente-executivo da Nissan, Carlos Ghosn, afirmou na semana passada ter expectativa de que o volume do mercado norte-americao fique perto de 14,3 milhões de veículos em 2008, o menor patamar em uma década.

O lucro operacional da empresa japonesa caiu para 79,95 bilhões de ienes, contra uma expectativa de 101,9 bilhões de ienes, segundo a Reuters Estimates.