Acidente no Rio mata empresária que trouxe Starbucks ao Brasil

segunda-feira, 1 de outubro de 2007 19:36 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A empresária que trouxe a rede de cafeterias Starbucks ao Brasil, Maria Luisa Rodenbeck, morreu em um acidente de trânsito nesta segunda-feira no Rio de Janeiro, quando seguia de táxi para o aeroporto Santos Dumont onde embarcaria para São Paulo.

O motorista do veículo Fiat Uno que transportava Maria Luisa, Valdélio Alves Muniz, também morreu.

O táxi estava na avenida Niemayer, em São Conrado, zona sul do Rio, quando se chocou contra um ônibus pouco depois das 6h da manhã.

Segundo testemunhas e o Corpo de Bombeiros, o táxi fez uma ultrapassagem no sentido contrário da avenida e bateu de frente a um ônibus que transportava cerca de 60 passageiros.

"Ele passou por uma kombi e não deu tempo de desviar. Bateu de frente e o choque foi muito forte", disse o motorista do ônibus, Israel Aguiar.

O motorista do ônibus e o próprio Corpo de Bombeiros acreditam que o motorista do táxi pensou que a avenida Niemayer já estava com sentido invertido para o centro da cidade. Todos os dias, pela manhã, a partir das 6h30, a avenida deixa de trafegar em dois sentidos e segue apenas na direção centro da capital carioca.

As duas vítimas morreram na hora do acidente.

Maria Luisa tinha 49 anos e era esposa de Peter Rodenbeck, que trouxe os restaurantes Outback Steakhouse e antes disso a rede de fast-food McDonald's ao mercado brasileiro.

Ela teve passagens pelas companhias aéreas norte-americanas United Airlines e American Airlines.   Continuação...