Israel aceitaria acordo tácito de trégua na Faixa de Gaza

quinta-feira, 1 de maio de 2008 10:18 BRT
 

Por Dan Williams

JERUSALÉM (Reuters) - Israel deve aceitar uma trégua informal com os militantes palestinos da Faixa de Gaza se forem suspensos o lançamento de foguetes pela fronteira e o contrabando de armas para dentro do território, afirmou na quinta-feira uma importante autoridade israelense.

Citando um membro do primeiro escalão do governo egípcio não identificado, a Mena, agência de notícias oficial do Egito, disse na quarta-feira que as facções palestinas reunidas no Cairo haviam aceitado uma proposta do governo daquele país para acatar um cessar-fogo a começar da Faixa de Gaza, área controlada pelo Hamas.

No entanto, várias das facções mostraram-se pouco dispostas a adotar uma trégua e algumas disseram reservar-se o direito de retaliar no caso de ataques israelenses.

Um membro do gabinete de segurança do governo de Israel que não quis ter sua identidade revelada porque a proposta de paz ainda não havia sido concluída disse que o país aguarda para ver os resultados da mediação egípcia.

"Não será assinado um acordo entre Israel e o Hamas, obviamente", afirmou a autoridade. "Mas nada impede que os dois lados assumam compromissos de forma independente com o Egito. Isso, na prática, seria um acordo tácito de trégua."

Israel, segundo afirmou, "quase certamente aceitaria" um cessar-fogo se tal acordo "atender a nossas exigências básicas -- o fim dos atos de violência vindos da Faixa de Gaza e do contrabando de armas que alimenta aqueles atos."

A autoridade disse que suas opiniões pareciam ser compartilhadas por membros fundamentais do governo do primeiro-ministro Ehud Olmert e que esperava ver "um avanço a respeito desse assunto dentro de alguns dias".

Algumas outras autoridades israelenses, entre as quais comandantes de alta patente das Forças Armadas, mostraram-se preocupados com a possibilidade de uma trégua permitir ao Hamas e a outras facções recuperarem-se de reveses sofridos recentemente.   Continuação...