UBS deve revelar planos de cortes de empregos na 3a--fontes

quinta-feira, 1 de maio de 2008 14:06 BRT
 

LONDRES, 1o de maio (Reuters) - O banco suíço UBS UBSN.VX, maior vítima européia da crise de crédito, anunciará planos de cortes de postos de trabalho na terça-feira, quando divulgará resultado trimestral, afirmaram fontes próximas do assunto nesta quinta-feira.

Rumores que circulam entre funcionários do UBS indicam que o banco cortará mais de 10 por cento de sua força global de trabalho de 83 mil pessoas. Apesar disso, fontes próximas dos planos informaram que as reduções ficarão abaixo de 10 por cento.

As fontes informaram que os cortes devem provavelmente ser anunciados na terça-feira, junto com os resultados da instituição.

"Vamos dar informações no início de maio", disse um porta-voz do banco sem dar mais detalhes sobre o tamanho dos cortes de empregos.

A instituição pode cortar 2.200 empregos na maior parte de sua divisão de banco de investimentos e na unidade de corretagem, afirmaram fontes próximas da situação no mês passado. Isso representaria 10 por cento dos 22 mil funcionários da unidade de banco de investimentos.

O presidente-executivo do UBS, Marcel Rohner, afirmou no mês passado que os quadros do banco de investimento continuarão a ser ajustados em linha com os desdobramentos do mercado, mas informou que as estimativas de que a divisão poderia cortar de 3 mil a 4 mil funcionários eram muito altas.

O UBS registrou 37 bilhões de dólares em baixas contábeis relacionadas a investimentos em ativos arriscados após a crise no mercado imobiliário norte-americano e o subsequente aperto de crédito.

(Por Eleanor Wason)