Vendas no varejo da Alemanha crescem 2,6% em maio

terça-feira, 1 de julho de 2008 08:58 BRT
 

Por Dave Graham

BERLIM (Reuters) - As vendas do varejo na Alemanha tiveram uma forte alta em maio, depois do fraco desempenho de abril, oferecendo uma leve esperança sobre os frutos da recuperação do mercado de trabalho, embora a perspectiva continue embaçada pelo aumento dos custos de vida.

As vendas totais do setor varejista da maior economia da Europa avançaram 2,6 por cento, em termos reais, em maio, de acordo com dados com ajuste sazonal, mostraram dados preliminares do Bundesbank, divulgados nesta terça-feira.

Ulrich Kater, economista do DekaBank, afirmou que os dados de maio representavam, em parte, uma correção das fracas vendas de abril e não esconde o fato de que o consumo privado tem ficado abaixo das expectativas desde o início do ano.

"O aumento dos preços de alimentos e energia está atingindo o poder de compra, portanto o crescimento real da renda será muito menor do que o esperado", disse o economista.

Os preços internacionais do petróleo superaram a marca dos 143 dólares o barril na segunda-feira, e os preços dos alimentos superaram em muito os patamares registrados no ano passado.

As dados de venda do varejo foram decepcionantes este ano, apesar da economia alemã ter criado centenas de milhares de novos empregos ao longo dos últimos dois anos e meio. A taxa de desemprego no período também caiu drasticamente.