Uribe promete dar condições para libertação de Betancourt

terça-feira, 1 de abril de 2008 07:28 BRT
 

BOGOTÁ (Reuters) - O presidente colombiano, Alvaro Uribe, disse na segunda-feira que seu governo está disposto a facilitar todas as condições para que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) libertem unilateralmente a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt e outros 39 reféns.

O anúncio foi feito depois da reunião de Uribe com o ex-parlamentar Jorge Eduardo Gechem, libertado pela guerrilha em fevereiro, junto com outros três políticos e depois de relatos sobre o frágil estado de saúde de Betancourt.

"Sim, sem nenhum vacilo facilitaremos todas as condições para uma libertação unilateral da doutora Ingrid Betancourt e dos demais sequestrados", disse Uribe a jornalistas após a reunião com Gechem, no norte de Bogotá.

As Farc mantêm sequestrados 40 reféns por razões políticas, entre elas a política franco-colombiana e três norte-americanos. A guerrilha busca um acordo com o governo Uribe para a libertação desses reféns em troca de cerca de 500 rebeldes presos.

Mas as posições inflexíveis das duas partes impediram um acordo para pôr fim ao drama dos reféns, alguns deles há 10 anos no cativeiro no meio da selva.

Nos últimos 10 dias várias versões circularam dando conta de que Betancourt, sequestrada há seis anos, está gravemente doente e por isso recebeu cuidados médicos em centros de saúde caseiros no departamento de Guaviare, sul do país.

Em janeiro e fevereiro, o governo colombiano facilitou as condições para que as Farc entregassem, em uma missão humanitária organizada pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez, seis políticos que faziam parte de um grupo de reféns que a guerrilha buscava trocar.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

 
<p>O presidente da Col&ocirc;mbia, Alvaro Uribe, faz  discurso em San Jose del Guaviare, em 27 de mar&ccedil;o. Photo by Carlos Duran</p>