Paquistão "perdeu chance" de capturar número 2 da Al Qaeda

segunda-feira, 1 de setembro de 2008 14:33 BRT
 

Por Kamran Haider

ISLAMABAD (Reuters) - As forças de segurança do Paquistão perderam a chance de capturar o número 2 no comando da Al Qaeda, Ayman al Zawahri, disse uma importante autoridade do Ministério do Interior na segunda-feira.

Zawahri e o líder da Al Qaeda, Osama Bi Laden, estão escondidos desde os ataques de 11 de setembro de 2001. Acredita-se que ambos estejam em terras tribais da etnia Pashtun, que atravessam a fronteira noroeste entre o Paquistão e o Afeganistão.

Rehman Malik não disse quando as forças de segurança desperdiçaram a chance de capturar Zawahri nem deu nenhum detalhe sobre o incidente. Ele também não disse onde Bin Laden pode estar.

Malik disse, em uma coletiva de imprensa, que Zawahri circula entre as áreas tribais do Paquistão e as províncias de Kunar e Paktia, no leste do Afeganistão.

"Nós certamente o rastreamos em um local, mas desperdiçamos a chance. Então ele circula por Mohmand e, claro, às vezes por Kunar, principalmente em Kunar e Paktia", disse.

Mohmand é uma das sete regiões tribais paquistanesas onde Malik disse que tanto Zawahri quanto sua mulher já estiveram.

Malik disse que o Talibã paquistanês trabalha em conjunto com a Al Qaeda, fornecendo abrigo e servindo de porta-voz do grupo.

"Eles não somente têm ligações, eu diria que a Tehrik-e-Taliban é uma extensão da Al Qaeda", disse, referindo-se ao braço paquistanês do Talibã, acusado pelo governo de ter matado a ex-premiê Benazir Bhutto, em dezembro.

 
<p>O homem n&uacute;mero 2 da Al Qaeda, Ayman al-Zawahri, fala durante v&iacute;deo anunciado em 20 de setembro de 2007.  As for&ccedil;as de seguran&ccedil;a do Paquist&atilde;o perderam a chance de captur&aacute;-lo,  disse uma importante autoridade do Minist&eacute;rio do Interior na segunda-feira. Photo by Reuters Tv</p>