Oferta de compra da Rio Tinto pela BHP recebe aval de regulador

quarta-feira, 1 de outubro de 2008 08:31 BRT
 

Por Sonali Paul

MELBOURNE, 1o de outubro (Reuters) - A oferta hostil de 114 bilhões de dólares feita pela mineradora BHP Billiton (BHP.AX: Cotações)(BLT.L: Cotações) pela rival Rio Tinto (RIO.AX: Cotações)(RIO.L: Cotações) foi autorizada por um órgão regulador da Austrália nesta quarta-feira, dando um passo à frente para a concretização de um negócio anunciado há um ano.

A decisão pela Comissão Australiana de Competição e Consumo fez as ações da Rio Tinto subirem 12 por cento, à medida que investidores ficaram mais confiantes de que o negócio eventualmente irá se realizar.

"Para a BHP, é um pequeno passo à frente, ao invés de um passo pra trás", disse Peter Chilton, analista da Constellation Capital Management.

Os dois grupos juntos terão valor de 220 bilhões de dólares, ou o mesmo tamanho da Microsoft (MSFT.O: Cotações), dominando o cenário de mineração, o qual tem visto diversas fusões no último ano, incluindo a aquisição da Alcan pela Rio Tinto no valor de 38 bilhões de dólares, e a fusão das mineradoras australianas Oxiana e Zinifex para formar a Oz Minerals (OZL.AX: Cotações).

O principal obstáculo à aquisição, que seria a segunda maior do mundo depois da compra da Mannesman pela Vodafone (VOD.L: Cotações), no ano 2000, é a aprovação pela Comissão Européia (CE).

O órgão demonstrou que está preocupado quanto ao impacto do aumento do preço de commodities para os manufatureiros e consumidores. Analistas disseram que era arriscado dizer que agora a Comissão Européia irá aprovar o acordo.

"A Comissão Européia irá focar em questões muito diferentes, e estou certo de que as siderurgicas européias irão fazer um lobby muito forte contra a fusão proposta", disse Rob Craigie, analista da corretora FW Holst. "A situação na Europa é muito diferente da Austrália e eles têm consumidores e base de fornecedores totalmente diferentes."

"Certamente, o aval do órgão australiano é outro impulso ao processo de oferta feito pela BHP, mas eu serei cauteloso quanto a extrapolar a aprovação deste órgão para a decisão da Comissão Européia do próximo ano."

A Comissão Européia determinou na segunda-feira o prazo de 15 de janeiro para sua revisão aprofundada da oferta

As ações da BHP tiveram alta de 5,7 por cento, e fecharam a 32,75 dólares australinaos, enquanto as ações da Rio Tinto se valorizaram em 12,4 por cento, para 95 dólares australianos.