JURO-Inflação e petróleo em baixa permitem queda das projeções

segunda-feira, 1 de setembro de 2008 16:12 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 1o de setembro (Reuters) - A desaceleração dos preços e a queda de quase 5 dólares do petróleo favoreceram a baixa da maioria das projeções de juros nesta segunda-feira, em um pregão esvaziado pelo feriado nos Estados Unidos.

O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2010 caiu de 14,64 para 14,62 por cento. Com apenas 115 mil contratos negociados, essa taxa teve o maior giro da sessão. O DI janeiro de 2012, segundo mais negociado, teve ligeira alta de 13,80 por cento para 13,82 por cento.

A queda das taxas começou após mais um índice de inflação tranquilizador. O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) teve alta de apenas 0,14 por cento em agosto, contra 0,53 por cento em julho.

"O IPC-S veio um pouco mais baixo do que a expectativa que o mercado tinha. Agora é esperar para confirmar o IPCA na sexta-feira", disse Gerson de Nobrega, gerente da tesouraria do Banco Alfa de Investimento, em referência ao índice usado pelo governo como referência para as metas de inflação.

A expectativa do mercado em relação ao IPCA é de alta de cerca de 0,30 por cento. Em julho, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve alta de 0,53 por cento.

A queda de quase 5 dólares do petróleo em Nova York, para cerca de 110 dólares por barril, também ajudou. "As commodities, quando começam a cair no mercado futuro, influenciam bastante os preços à vista e fazem com que os preços dos alimentos cedam", comentou Nobrega.

A baixa do petróleo era provocada pelo alívio com o furacão Gustav, que perdeu intensidade antes de atingir a costa dos Estados Unidos nesta segunda-feira e ameaçou provocar menos danos do que o temido no setor petrolífero norte-americano.

No começo da manhã, o Banco Central tomou 28,184 bilhões de reais dos bancos para controlar a liquidez do sistema bancário. O prazo da operação é de um dia, com remuneração de 12,93 por cento ao ano.

(Edição de Vanessa Stelzer)