RPT-Citação a Aécio e apelo por 2o turno marcam programa em BH

quinta-feira, 2 de outubro de 2008 07:35 BRT
 

(Repete matéria publicada na noite de 4a-feira)

BELO HORIZONTE, 2o de outubro (Reuters) - O último programa do horário eleitoral gratuito de Belo Horizonte exibido na noite de quarta-feira foi marcado pelo apelo do segundo colocado nas pesquisas para que a eleição não seja definida já no domingo e pelas quase dez citações do líder nas sondagens, Márcio Lacerda (PSB), ao seu maior cabo-eleitoral, o governador mineiro, Aécio Neves (PSDB).

De acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira, Lacerda segue na liderança isolada, com 45 por cento das intenções de voto. Quintão aparece com 23 por cento e a candidata do PCdoB, Jô Moraes, tem 11 por cento.

Em seu programa, Lacerda criticou os adversários por atacarem a aliança entre o prefeito Fernando Pimentel (PT) e Aécio. O candidato do PSB reafirmou os apoios que tem e mostrou depoimento do prefeito petista e do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), com quem ele trabalhou no Ministério da Integração Nacional.

Sem poder aparecer no programa por determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Aécio foi citado em boa parte do tempo e seu nome foi dito quase dez vezes por Lacerda. Pimentel participou do programa, reforçando a idéia de continuidade à atual administração.

Em linguagem bem informal, Leonardo Quintão (PMDB) insistiu para que a eleição só se resolva em uma segunda votação entre ele e Lacerda.

Jô Moraes, por sua vez, afirmou que teve que enfrentar um "estranho arranjo eleitoral", em referência à aliança entre Pimentel e Aécio.

(Reportagem de Marcelo Portela; texto de Maurício Savarese; Edição de Mair Pena Neto)