RPT-Kassab e Marta miram 2o turno, Alckmin ataca na despedida

quinta-feira, 2 de outubro de 2008 07:35 BRT
 

(Repete matéria publicada na noite de 4a-feira)

SÃO PAULO, 2 de outubro (Reuters) - No último programa do horário eleitoral gratuito, os líderes das pesquisas de intenção de voto para a prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy (PT) e Gilberto Kassab (DEM), indicaram que esperam enfrentar um ao outro no segundo turno, enquanto Geraldo Alckmin (PSDB) pediu uma comparação entre ele e o atual prefeito para decidir quem enfrenta a petista.

Marta e Kassab fizeram programas de despedida antes da votação de domingo focados nas suas realizações à frente da prefeitura e em um discurso esperançoso sobre o futuro da cidade. Alckmin pediu que o eleitor o compare com Kassab, cuja candidatura à reeleição dividiu o PSDB.

O candidato dos Democratas foi eleito vice em 2004 na chapa de José Serra, que mais tarde deixou o cargo para vencer as eleições para governador, em 2006.

"Eu e o atual prefeito estamos em uma disputa muito acirrada para ver quem vai ao segundo turno disputar com o PT... Sei que existem muitas dúvidas na sua cabeça por conta da propaganda maciça do atual prefeito, que durante toda essa campanha vendeu a imagem de que é o candidato do PSDB, o que não é verdade", disse Alckmin em seu programa.

"Gostaria muito que você voltasse no tempo, fizesse um exercício de memória e comparasse a minha história e de quem sempre estive ao lado com a história de com quem o Kassab construiu a sua vida política", afirmou o tucano, depois de mostrar depoimentos de familiares e fazer críticas à gestão atual na área da saúde.

O programa do prefeito-candidato Kassab citou a pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira, segundo a qual ele aparece com vantagem em relação a Marta, embora dentro da margem de erro, na provável disputa de segundo turno.

"Só Kassab pode vencer a Marta", diz o locutor, que logo depois colocou o candidato dos Democratas como vítima dos rivais por estar crescendo nas pesquisas.   Continuação...