JURO-Projeções mais longas se ajustam após grau de investimento

sexta-feira, 2 de maio de 2008 16:35 BRT
 

SÃO PAULO, 2 de maio (Reuters) - O mercado de juros futuros se ajustou nesta sexta-feira à elevação do Brasil para grau de investimento, com forte queda nas projeções mais longas

O contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) janeiro de 2009 subiu de 12,75 para 12,80 por cento, e o DI janeiro de 2010 recuou de 13,67 para 13,57 por cento, de acordo com dados preliminares. Contratos mais longos e de menor liquidez tiveram queda de mais de 2 por cento.

Carlos Cintra, gerente de renda fixa do banco Prosper, no Rio de Janeiro, explicou que as projeções mais longas são mais suscetíveis a esse tipo de avaliação de risco.

Na quarta-feira, a agência Standard & Poor's elevou a nota da dívida soberana do Brasil para "BBB-", dentro do grau de investimento. Outras duas agências, a Moody's e a Fitch, ainda colocam o país em grau especulativo.

Com o anúncio, o risco Brasil 11EMJ passou boa parte do dia sendo cotado abaixo de 200 pontos-básicos em Nova York.

No mercado aberto, o Banco Central recolheu 13,870 bilhões de reais dos bancos, até segunda-feira, a 11,62 por cento ao ano. A autoridade monetária realizou também as duas operações compromissadas tradicionais, com prazo de 5 e 7 meses.

(Reportagem de Silvio Cascione; Edição de Cláudia Pires)