Atividade industrial global avança em maio

segunda-feira, 2 de junho de 2008 14:35 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A atividade industrial global se recuperou levemente em maio, mas os preços dos insumos atingiram a máxima em 10 anos com a pressão dos crescentes custos com energia, segundo relatório divulgado nesta segunda-feira.

O índice da atividade industrial global do JP Morgan, realizado com organizações de pesquisa e de gerenciamento de fornecimento, subiu para 50,4 em maio frente os 50,2 em abril.

O número ficou pouco acima da marca de 50,0 que divide crescimento de contração.

"O crescimento no setor industrial se manteve fraco no geral. Mais quedas em novos negócios e empregos também sugerem que as condições estão ficando cada vez mais apertadas", afirmou David Hensley, diretor de coordenação econômica global na JP Morgan.

O índice veio depois de dados mostrando que atividade industrial nos Estados Unidos se contraiu em maio pelo quarto mês consecutivo, mas subiu levemente em abril, enquanto que a zona do euro viu sua atividade esfriar ainda mais com a produção industrial se mantendo perto da mínima em três anos.

Os preços globais dos insumos atingiram 76,3, o maior nível desde a criação da pesquisa em 1998, com os crescentes preços do petróleo, energia, combustível e dos alimentos.

O índice de emprego caiu de 49,6 em abril para 49,3, com as empresas cortando vagas não essenciais nas difíceis condições do mercado e também para compensar parte do aumento dos custos.

O índice junta pesquisas realizadas em países que incluem Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Inglaterra, China e Rússia.