Vitória esperada da base aliada abre disputa de poder por 2010

sexta-feira, 3 de outubro de 2008 17:19 BRT
 

Por Fernando Exman

BRASÍLIA, 3 de outubro (Reuters) - O resultado das eleições municipais desencadeará uma queda-de-braço entre os partidos da coalizão governista. Com as vitórias que esperam nas urnas, as legendas aliadas devem iniciar uma disputa pelo poder de influência na formação de uma chapa para a sucessão presidencial de 2010.

Pesquisas de intenção de voto apontam que as siglas aliadas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva devem ganhar em 20 das 26 capitais.

"Esta eleição é uma sinalização de forças e vai mostrar quem são os atores relevantes no processo de 2010", disse à Reuters Lúcio Rennó, cientista político e professor da Universidade de Brasília (UnB).

PT e PMDB devem conquistar as maiores vitórias. O PT lidera em Rio Branco, Porto Velho, Fortaleza, Recife, Vitória, Palmas e São Paulo, onde deve disputar o segundo turno.

O PMDB tem chances de ganhar em Florianópolis, Campo Grande, Goiânia, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Em Salvador, peemedebistas e petistas disputam a preferência do eleitorado com o deputado ACM (DEM). No Sul, PMDB, PT e PCdoB brigam pela administração de Porto Alegre.

O PTB deve vencer em Manaus, enquanto o PSB poderá contabilizar uma vitória em Belo Horizonte. Apesar de ser apadrinhado pelo governador Aécio Neves (PSDB) e pelo prefeito Fernando Pimentel (PT), Márcio Lacerda, atual líder das pesquisas na capital mineira, é filiado ao partido socialista.

COALIZÃO DIFÍCIL   Continuação...