2 de Abril de 2008 / às 10:34 / em 10 anos

Para McCain, muitos norte-americanos são cínicos

Por Steve Holland

<p>O candidato do partido Republicano John McCain d&aacute; palestra na Episcopal High School, na Virg&iacute;nia, em 1o de abril. Photo by Jonathan Ernst</p>

WASHINGTON (Reuters) - O candidato republicano à Presidência dos EUA, John McCain, disse acreditar que muitos norte-americanos são cínicos em relação ao país e que a idéia de liberdade dessas pessoas é “o direito de escolher entre marcas concorrentes de café”.

O senador pelo Arizona argumentará nesta quarta-feira que o que essas pessoas precisam é de uma boa dose de serviços públicos.

Essa é uma das mensagens que McCain passará durante visita à universidade da Academia Naval em Annapolis, Maryland, onde o candidato estudou e admite ter sido o quinto pior aluno de sua turma.

McCain faz uma série de viagens nostálgicas em lugares importantes para o desenvolvimento de seu caráter, num momento em que luta pela cobertura da imprensa, dominada pela acirrada disputa democrata entre os pré-candidatos Barack Obama e Hillary Clinton.

McCain assegurou a indicação republicana para a disputa eleitoral dos EUA e disputará a Casa Branca em novembro com o vencedor da disputa pela indicação democrata.

O senador também passa boa parte de seu tempo explicando uma declaração anterior de que os Estados Unidos ficariam no Iraque por 100 anos.

Os democratas acusam-no de querer uma guerra de 100 anos. Ele alega que se refere a uma presença militar para manutenção da paz, similar às presenças norte-americana por décadas no Japão e na Coréia do Sul.

“E elas deram estabilidade à região. Eu não estou falando sobre uma longa guerra”, disse ele na noite de terça-feira ao programa “Late Night with David Letterman”, da emissora de TV CBS.

McCain tem usado essa semana para falar de sua mudança de um “bad boy” para um herói e prisioneiro de guerra no Vietnã, e é nisso que ele vai se concentrar em Annapolis.

“Na verdade, meus quatro anos na Academia Naval não foram notáveis por conquistas acadêmicas exemplares, mas sim pela imensa ficha corrida de deméritos, uma impressionante ficha corrida de deméritos que eu consegui acumular”, disse.

REUTERS ES

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below