Venezuela inicia referendo sobre reforma constitucional

domingo, 2 de dezembro de 2007 10:26 BRST
 

CARACAS (Reuters) - Os venezuelanos madrugaram no domingo para votar no referendo sobre uma reforma constitucional proposta pelo presidente do país, Hugo Chávez. Se aprovada, a reforma dará a Chávez carta branca para ser reeleito indefinidamente.

Os eleitores foram acordados por volta das 4h (horário local) com fogos de artifício para que se mobilizassem cedo para votar, num processo no qual Chávez não tem clara maioria, segundo pesquisas.

O processo eleitoral, para o qual estão convocadas 16 milhões de pessoas, começou oficialmente às 6h e deve ser encerrado às 16h (18h pelo horário de Brasília) se não houver eleitores nas filas.

A informação da televisão e da rádio é de que havia demora na abertura das mesas eleitorais, principalmente porque seus componentes não haviam chegado. Jornalistas da Reuters viram filas de eleitores desde muito cedo.

Chávez propôs na reforma estender o mandato presidencial de seis para sete anos e eliminar os limites para a reeleição --o que para seus adversários é um claro sinal de que ele quer se eternizar no cargo. (Por Ana Isabel Martínez)

 
<p>Os venezuelanos madrugaram no domingo para votar no referendo sobre uma reforma constitucional proposta pelo presidente do pa&iacute;s, Hugo Ch&aacute;vez. Se aprovada, a reforma dar&aacute; a Ch&aacute;vez carta branca para ser reeleito indefinidam. Photo by Jorge Silva</p>