Ataque a mesquitas mata 16 e fere quase 60 em Bagdá

quinta-feira, 2 de outubro de 2008 07:46 BRT
 

Por Mohammed Abbas e Peter Graff

BAGDÁ, 2 de outubro (Reuters) - Agressores suicidas atacaram fiéis xiitas que se reuniam para rezar em duas mesquitas de Bagdá na celebração do festival muçulmano de Eid al-Fitr na quinta-feira, matando 16 pessoas e ferindo quase 60, disseram autoridades.

Para a maioria dos xiitas iraquianos, a quinta-feira é o principal dia do Eid, marcando o fim do Ramadã. É um dos dias mais festivos do calendário muçulmano, quando as famílias trocam presentes e usam suas melhores roupas para participar das orações e dos festejos.

Uma perna e outros pedaços de corpos podiam ser vistos por mais de 100 metros além do local onde o agressor detonou um táxi após jogá-lo contra um carro da polícia que guardava um salão de orações xiita no distrito de Zafaraniya, disse um cinegrafista da Reuters TV que estava no local.

O sangue manchava um caminhão de vegetais usado para levar cadáveres e vidros estavam estilhaçados em prédios vizinhos.

O porta-voz de segurança de Bagdá, major-general Qassim Moussawi, disse que o ataque em Zafaraniya matou 10 pessoas e feriu 31.

No outro ataque, no distrito de Nova Bagdá, o homem-bomba era um adolescente, abordado por um membro das forças de segurança antes de explodir-se a 80 metros de uma mesquita, matando seis pessoas e ferindo 26, segundo Moussawi.

Ambos os distritos são áreas xiitas no leste da capital. O número de mortos pode aumentar, disse a polícia.