Bancos empurram índice europeu de ações à máxima em 10 semanas

terça-feira, 2 de outubro de 2007 13:09 BRT
 

PARIS (Reuters) - O principal índice das ações européias fechou em alta nesta terça-feira, alcançando o maior nível em dez semanas, em meio à valorização dos bancos com a expectativa de que o pior da crise de crédito já tenha passado.

Os ganhos, porém, foram limitados pela queda das ações de energia, que acompanharam a baixa do petróleo. As mineradoras também recuaram, com o comportamento misto dos preços de metais e os ajustes após a forte alta das últimas duas semanas.

De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações das empresas européias, subiu 0,31 por cento, para 1.567 pontos. É o maior fechamento desde 25 de julho.

As ações das instituições financeiras lideraram a alta, reagindo ao alívio dos investidores provocado pela maior clareza sobre o impacto da crise de crédito nos resultados dos bancos.

"Tem sido uma crise de informação. Nós sabemos que há um lobo entre as ovelhas, mas não sabemos onde. Então quando um banco vem com notícias negativas, o mercado fica aliviado porque pelo menos ilumina um pouco a situação", disse Pascal Blanque, presidente-executivo do Credit Agricole Asset Management.

O UBS, que na segunda-feira alertou para um prejuízo no terceiro trimestre após baixas contábeis de 3,4 bilhões de dólares, teve alta de 3 por cento, enquanto o Royal Bank of Scotland subiu 2,9 por cento e o Barclays fechou em alta de 3,4 por cento.

Apesar do bom desempenho geral da região, em LONDRES, o índice Financial Times fechou em leve baixa, de 0,09 por cento, a 6.500 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,31 por cento, para 7.946 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 0,45 por cento, para 5.799 pontos.   Continuação...