Bovespa tem fechamento recorde após superar os 70 mil pontos

sexta-feira, 2 de maio de 2008 17:42 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Bolsa de Valores de São Paulo teve novo fechamento recorde nesta sexta-feira, apesar de perder fôlego depois de superar os 70 mil pontos no início do pregão.

O bom desempenho do mercado externo e a repercussão da elevação do Brasil ao grau de investimento ditaram o desempenho, segundo analistas.

O Ibovespa subiu 2,21 por cento, encerrando a 69.366 pontos. O volume financeiro negociado foi de 11,1 bilhões de reais.

Segundo analistas, a bolsa também fez uma movimento de ajuste em relação à forte alta das ADRs brasileiras no dia anterior em Nova York, feriado no Brasil.

"Tivemos uma conjuntura de fatores positivos, internos e externos, o que ditou a forte alta do início do pregão. O ritmo de alta diminuiu à tarde, mas o resultado final ainda foi muito positivo", disse um operador que não quis ser identificado.

Os destaques foram as ações da rede de varejo Lojas Americanas, com alta de 17,2 por cento, e as da sua controladora, a B2W, que disparam 18,2 por cento. A valorização, de acordo com a gerente da equipe de pesquisa do Banco do Brasil, Marianna Waltz, acontece depois de baixas significativas registradas nas últimas semanas.

"O mercado vinha batendo bastante sem muita fundamentação... com o investment grade, companhias que têm endividamento elevado vão ser beneficiadas e também o setor de consumo como um todo", disse.

Entre os papéis mais negociados, a Petrobras valorizou 1,9 por cento, negociada a 43,00 reais, enquanto a Vale recuou 0,2 por cento, a 53,50 reais.

Nos EUA, os índices Dow Jones e S&P 500 também subiram, com os investidores animados por dados que mostraram fechamento de postos do mercado de trabalho norte-americano menor do que o esperado e encomendas à indústria acima das expectativas. (Por Cláudia Pires; reportagem adicional de Alberto Alerigi Jr.)