Álvaro Dias diz que recebeu suposto dossiê de fonte no governo

quarta-feira, 2 de abril de 2008 21:08 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) admitiu ter recebido o suposto dossiê com informações sobre gastos sigilosos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, mas não confirmou nem desmentiu ter sido o responsável por enviá-lo à imprensa.

"Não há razão para questionar qualquer parlamentar sobre se eventualmente ele possa ter encaminhado à imprensa um dossiê que recebera de fontes que só podem ser do governo. É dever da oposição divulgar as mazelas do governo", disse Dias.

O senador tucano foi à tribuna do Senado nesta quarta-feira para dizer que não é responsável pela elaboração do dossiê e que o recebeu no Congresso.

"Travestido de James Bond, driblando a segurança do Palácio do Planalto, invadindo o terceiro andar, forjando senhas e bisbilhotando nos computadores do governo. Essa virtudes hollywoodianas eu não tenho", acrescentou o senador.

Os governistas partiram para o ataque contra Dias, que passou a ser a única pessoa que conhece a identidade de quem vazou as informações.

"O senador Álvaro Dias tentou fazer um contorcionismo político para tentar explicar algo que na verdade começa a se delinear como um fato completamente diferente do que foi inicialmente tratado. Nós temos aqui um fato de espionagem", afirmou o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR).

A líder do PT no Senado, Ideli Salvati (SC), cobrou do senador tucano o nome de quem lhe passou as informações.

"Se nós queremos que esse assunto seja definitivamente esclarecido, está agora na mão e no poder do senhor Álvaro Dias dizer quem andava circulando e quem tinha os documentos", afirmou.

(Texto de Mair Pena Neto)