PANORAMA2-Declínio das commodities pressiona ações e eleva dólar

terça-feira, 2 de setembro de 2008 18:00 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 2 de setembro (Reuters) - O dólar ganhou força em todo o mundo nesta terça-feira, atingindo o maior patamar em quase um ano diante das principais moedas, com a queda do petróleo para perto de 100 dólares por barril. As bolsas de valores, por sua vez, sofreram.

"O petróleo decididamente rompeu a média dos últimos 200 dias, e levou junto todas as commodities", disse Ted Oberhaus, gestor de operações com ações da Lord Abbett, em Nova Jersey. "A bolha estourou. Essa é uma das razões pelas quais as ações têm estado em xeque."

O índice Reuters-Jefferies .CRB das principais commodities teve baixa de mais de 3 por cento.

No Brasil, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), bastante vinculada ao desempenho das matérias-primas, caiu pela terceira sessão consecutiva.

Na agenda doméstica, a produção industrial cresceu mais que o esperado em julho, com destaque para os bens de capital. A alta foi de 1,0 por cento frente a junho e de 8,5 por cento em relação ao mesmo período do ano passado.

Apesar disso, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que já vê sinais de uma desaceleração da economia.

Veja como encerraram os principais mercados nesta terça-feira:   Continuação...