2 de Setembro de 2008 / às 20:46 / 9 anos atrás

Para Google no Brasil, "sempre cabe mais um" na inovação da Web

Por Taís Fuoco

SÃO PAULO (Reuters) - O Google minimizou nesta terça-feira a concorrência com a Microsoft ao lançar o navegador de Internet Google Chrome em 43 idiomas, inclusive o português, em um modelo de código aberto e gratuito.

“Sabemos que isso vai criar um ambiente competitivo, mas nossa visão é que sempre cabe mais um na curva de inovação da Internet”, afirmou o diretor de comunicação da companhia no Brasil, Félix Ximenes.

O Internet Explorer da Microsoft controla mais de 70 por cento dos microcomputadores conectados à Internet no mundo hoje e, no Brasil, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgada no início do ano, está em 92 por cento das corporações entrevistadas.

Ximenes acrescentou que, para o Google, o lançamento do navegador “é mais uma oferta ao mercado”. Ele reiterou que a companhia continua, por exemplo, a participar do desenvolvimento do navegador Firefox, também de código aberto, que tem como uma das patrocinadoras a Fundação Mozilla, responsável pelo desenvolvimento desse browser.

De acordo com o diretor, o Google “não tem planos de monetizar o navegador” e pretende se beneficiar da melhor experiência dos usuários na Internet.

“Quanto mais gente estiver satisfeita na Internet, mais as pessoas navegarão”, citou. O Google é hoje o sistema de busca mais usado na Internet.

O navegador está disponível para download a partir desta terça-feira, mas a companhia também avalia outras formas de distribuição ao público, como acordos com provedores de Internet e com fabricantes de computadores que já vendam o equipamento com o browser instalado.

A empresa informou que o desenvolvimento do Chrome levou mais de um ano e que é difícil detalhar quanto foi investido no produto porque os recursos teriam sido diluídos entre os diversos colaboradores.

Os funcionários do Google podem usar 20 por cento do tempo de trabalho em desenvolvimentos de sua própria iniciativa. Assim foi criada a comunidade social Orkut, por exemplo, e, segundo Ximenes, também parte do novo navegador.

O Chrome está disponível para o sistema operacional Windows. “As versões para Linux e Macintosh virão” em algum momento, disse Marcelo Quintella, gerente de produto da companhia no país.

LIMITAÇÕES DOS ATUAIS NAVEGADORES

Para Ximenes, a principal justificativa para o Google lançar um navegador foi o fato de que “a experiência de navegação na Internet não é mais satisfatória”.

Ele lembrou que nos últimos 10 anos a Internet sofreu muitas mudanças e os sites, antes estáticos e compostos principalmente por textos, agora contêm blogs, vídeos, salas de bate-papo e outros recursos de interatividade. “Os navegadores atuais não conseguiram acompanhar a evolução”, disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below