BOVESPA-Mercado cai em dia morno no primeiro pregão do ano

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008 12:38 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 2 de janeiro (Reuters) - O primeiro pregão de 2008 na Bovespa registrava queda, após um ano de ganhos altos para os investidores. Na avaliação de analistas, sem notícias relevantes internas, o mercado aguarda a divulgação de dados da economia norte-americana para se posicionar.

O ajuste em relação ao fechamento de Wall Street na segunda-feira, dia em que a Bolsa de Valores de São Paulo não funcionou, explicava o índice negativo.

"Não tem motivo interno para cair, a inflação veio dentro do esperado e a balança melhor do que o esperado, o mercado deve ficar de olho nos dados esternos", avaliou o diretor da corretora Novação Carlos Alberto Ribeiro.

Nesta manhã, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou que o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) teve alta de 0,70 por cento em dezembro, acumulando 4,60 por cento no ano. Analistas já manifestaram preocupação de que o aumento de preços leve o governo a manter a taxa de juro básica no patamar atual, de 11,25 por cento ao ano.

Já a balança comercial brasileira somou superávit de 3,636 bilhões de dólares em dezembro e 40 bilhões de reais no ano.

Às 12h30, o principal índice de ações no Brasil operava em queda de 0,21 por cento, aos 63.754 pontos.

Os papéis da Companhia Energética de São Paulo CESP6.SA se destacavam em alta de 5,46 por cento, cotadas a 45,80 reais, após o governo de São Paulo anunciar audiência pública no dia 15 de janeiro para dar continuidade ao processo de privatização da companhia.

As principais blue chips do mercado, Petrobras (PETR4.SA: Cotações) e Vale (VALE5.SA: Cotações) caíam 1,70 por cento e 0,73 por cento respectivamente, após um ano de ganhos.

Segundo a BB Investimentos, em 2007 os dois papéis ficaram praticamente empatados, com as preferenciais da Petrobras subindo 84 por cento e as ordinárias 98,9 por cento, enquanto as ações preferenciais da Vale ganharam 90,8 por cento e as ordinárias 88,9 por cento.   Continuação...