BOLSA EUROPA-Preocupação com economia derruba mercados,HSBC sobe

segunda-feira, 3 de março de 2008 08:35 BRT
 

Por Sitaraman Shankar

LONDRES, 3 de março (Reuters) - Os mercados europeus operavam em queda na manhã desta segunda-feira, na esteira das quedas nos mercado globais com papéis de bancos e empresas de commodities se desvalorizando por temores de baixas contábeis no setor financeiro e recessão nos Estados Unidos.

Às 8h31 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3, que engloba as principais ações européias, tinha queda de 1,8 por cento, para 1.291 pontos.

Na contramão, o maior banco da Europa, o HSBC (HSBA.L: Cotações), subia cerca de 0,65 por cento depois de anunciar aumento no lucro antes de impostos com forte ganhos na Ásia ajudando a absorver 17,2 bilhões de dólares perdas com crédito decorrentes de problemas no mercado imobiliário do Estados Unidos.

O UBS UBSN.VX tinha um dos piores desempenhos, caindo 4,7 por cento com os analistas do Crediti Suisse estimando potenciais novas baixas contábeis de até 15,5 bilhões de francos suíços (14,85 bilhões de dólares).

O Commerzbank (CBKG.DE: Cotações) perdia 4,48 por cento, enquanto o Alliance & Leicester ALLL.L e o Royal Bank of Scotland (RBS.L: Cotações) cediam cerca de 4 por cento cada.

Ações de petrolíferas como as da Total (TOTF.PA: Cotações), Royal Dutch Shell (RDSa.L: Cotações) e BP (BP.L: Cotações) caíam em torno de 1,5 e 2 por cento, seguindo a queda no preço do petróleo.

As ações da Scania SCVb.ST, montadora sueca de caminhões, que chegaram a disparar 4 por cento mais cedo após a Volkswagen (VOWG.DE: Cotações) informar que elevou sua participação na empresa para 68,6 por cento, recuavam 4,5 por cento, acompanhando o mau humor dos investidores.

Estrategistas afirmavam que as incertezas continuam a pairar no mercado acionário europeu. "No médio termo é muito difícil prever algo com tantas questões não respondidas sobre os balanços dos bancos", afirmou Thierry Lacraz, estrategista do banco suíço Pictet.   Continuação...