Dólar cai 1,07% e fecha no menor patamar desde novembro

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008 16:27 BRST
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO (Reuters) - A entrada de moeda no país e a melhora nos mercados internacionais fizeram o dólar cair mais de 1 por cento nesta quinta-feira, colocando a cotação no menor nível desde novembro.

A moeda norte-americana terminou o dia em baixa de 1,07 por cento, a 1,753 real. É o menor valor de fechamento desde 16 de novembro.

"Definitivamente o dólar reagiu ao fluxo (positivo). E, como não tinha nenhuma notícia ruim (no exterior) para complicar, caiu forte", disse Jorge Knauer, gerente de câmbio do Banco Prosper, no Rio de Janeiro.

Em 2007, segundo dados do Banco Central divulgados nesta quinta-feira, o país registrou fluxo cambial positivo recorde de 87,454 bilhões de dólares --mais do que o dobro do recorde anterior, de 2006.

"Em condições normais, e com o mercado lá fora menos complicado, o dólar tende a ter uma sequência maior de baixas", avaliou Knauer.

As bolsas em Nova York operavam em alta na maior parte do dia, após dados melhores que o esperado sobre a indústria.

Na sexta-feira, porém, o mercado recebe o relatório do governo norte-americano sobre a abertura de postos de trabalho em dezembro --números considerados importantes pelo Federal Reserve na definição da política monetária.

Os dados, se mostrarem um mercado de trabalho pior do que o esperado, podem azedar o humor dos investidores.

Nos últimos minutos de sessão, o Banco Central realizou um leilão de compra de dólares no mercado à vista. A autoridade monetária aceitou ao menos duas propostas, segundo um operador, e definiu taxa de corte a 1,7520 real.