Em debate, Biden e Palin trocam farpas sobre economia e Iraque

sexta-feira, 3 de outubro de 2008 07:38 BRT
 

Por John Whitesides

ST. LOUIS, Estados Unidos, 3 de outubro (Reuters) - A republicana Sarah Palin e o democrata Joe Biden duelaram sobre a economia e a guerra do Iraque na quinta-feira, e buscaram concentrar as críticas nos líderes das chapas à Presidência dos EUA.

No único debate entre os candidatos a vice-presidente nas eleições de 4 de novembro, Biden acusou o candidato republicano à Casa Branca, John McCain de estar fora da realidade da crise econômica e minimizou a alegação de que ele é "audacioso" nas questões cruciais enfrentadas pelos norte-americanos.

Já Palin disse que o candidato democrata à Presidência, Barack Obama, é partidário demais para cruzar as fronteiras dos partidos e realizar mudanças. Ela também o acusou de empunhar "a bandeira branca da rendição" na guerra do Iraque.

As duas campanhas declararam vitória em um debate que não deve mudar dramaticamente a disputa pela Casa Branca, atualmente liderada por Obama. Duas pesquisas realizadas após o debate, pela CNN e pela CBS News, apontaram Biden como vencedor, mas o levantamento da CNN apontou que a maioria das pessoas achou que Palin saiu-se melhor que o esperado.

Com todos os olhos voltados para a estréia nacional de Palin sem um roteiro pré-estabelecido, a governadora do Alasca, de 44 anos, teve desempenho firme e agressivo no qual atacou Obama repetidamente e disse que ela e McCain trabalharão pela classe média.

Biden, 65, um veterano especialista em política externa, se emocionou e embargou a voz ao lembrar que criou os dois filhos mais novos sozinho após a morte da mão deles em um acidente de carro.

Quando os dois candidatos a vice entraram no palco do debate, Palin cumprimentou Biden dizendo: "Prazer em conhecê-lo, posso chamá-lo de Joe?".

O debate aconteceu em um momento em que pesquisas mostram Obama solidificando sua liderança em pesquisas nacionais e ganhando terreno em Estados-chave da disputa em meio a crise de Wall Street, que faz os eleitores voltarem sua atenção para a economia.

McCain e Obama voltarão a estar sob os holofotes da campanha na terça-feira, quando se encontrarão para o segundo debate entre os candidatos a presidente em Nashville, Tennessee. Os dois assistiram o debate entre seus candidatos a vice: Obama em Michigan e McCain no Colorado.