BOLSA EUROPA-Bancos revertem ganhos e derrubam mercados

quinta-feira, 3 de abril de 2008 08:43 BRT
 

LONDRES, 3 de abril (Reuters) - Os mercados europeus operavam em queda na manhã desta quinta-feira, num movimento de realização de lucros com ações de bancos após um rali de dois dias. A inversão do sentido no setor minimizava nos índices o impacto de ganhos com papéis ligados a commodities.

Às 8h39 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3 tinha queda de 0,29 por cento, aos 1.313 pontos, depois de subir logo após o início do pregão. Nas duas últimas sessões o indicador avançou mais de quatro por cento após sofrer queda de 16 por cento no primeiro trimestre.

"Tivemos uma excepcionalmente fraco primeiro trimestre e começamos o segundo trimestre com um forte rali, mas há claramente dúvidas se o rali poderá se sustentar", disse Darren Winder, diretor de pesquisa da Cazenove.

"Depende do próximo fluxo de novidades do setor financeiro e como a recuperação vai se comportar se as notícias forem negativas. Além disso, nós precisamos identificar quanto do risco de recessão está precificado."

O setor bancário é o que mais pesa na sessão. O UBS UBSN.VX recuava 2,41 por cento e cedia ganhos obtidos desde que anunciou uma grande baixa contábil no início da semana, que o mercado viu como um divisor de águas nas contas da instituição.

O HSBC (HSBA.L: Cotações) perdia 1,44 por cento, o BNP Paribas (BNPP.PA: Cotações) recuava 2,26 por cento e o Royal Bank of Scotland (RBS.L: Cotações) tinha queda de 3,8 por cento.

As mineradoras subiam, acompanhando os preços dos metais preciosos. A Anglo American (AAL.L: Cotações) tinha alta de 2,05 por cento e a BHP Billiton (BLT.L: Cotações) subia 1,5 por cento.

Petrolíferas também tinham alta, com a BP (BP.L: Cotações) e Total (TOTF.PA: Cotações) subindo entre 0,9 e 1,6 por cento.

Outro destaque eram as ações da Air France-KLM (AIRF.PA: Cotações), que disparavam 3,44 por cento depois do fracasso de sua negociação para aquisição da Alitalia AZPIa.MI.   Continuação...