BOLSA EUROPA-Mercados operam estáveis por mineradoras

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007 09:02 BRST
 

PARIS, 3 de dezembro (Reuters) - As bolsas de valores da Europa seguiam movimento de pausa dos mercados asiáticos, após três sessões seguidas de alta. Ações em baixa de mineradoras compensavam a alta em papéis do setor de mídia gerada por atividade de fusões e aquisições.

O grupo francês de mídia Vivendi (VIV.PA: Cotações) subia 2,71 por cento depois do anúncio de fusão de sua unidade de videogames com a norte-americana Activision (ATVI.O: Cotações), em um acordo de 9,85 bilhões de dólares.

Enquanto isso, as ações da WPP (WPP.L: Cotações) avançavam 1,4 por cento depois de vencer acordo para lidar com toda a campanha de marketing e propaganda da fabricante de computadores dos Estados Unidos Dell DELL.O. A Dell informou no final de semana que investirá 4,5 bilhões de dólares em marketing nos próximos três anos como parte de um acordo para formar uma nova agência com a WPP.

Às 8h59 (horário de Brasília), o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3 exibia leve alta de 0,05 por cento, a 1.527 pontos.

A alta no setor de mídia era contrabalançada pelo recuo nas ações de mineradoras, que entregavam fortes ganhos registrados nas últimas sessões. Rio Tinto (RIO.L: Cotações) caía 2,6 por cento, Anglo American (AAL.L: Cotações) recuava 2,2 por cento, Xstrata XTA.L se desvalorizava em 1,64 por cento e BHP Billiton (BLT.L: Cotações) perdia 1,31 por cento.

Ações do setor financeiro continuam pressionadas com temores dos investidores sobre possíveis novas baixas contábeis relacionadas à crise dos mercados de crédito.

O BNP Paribas (BNPP.PA: Cotações) caía 1,76 por cento, Société Générale (SOGN.PA: Cotações) perdia 1,51 por cento e Deutsche Bank (DBKGn.DE: Cotações) apurava queda de 0,6 por cento.

Analistas afirmam que o mercado de ações está rumando para um período de consolidação.

"Podemos ter atingido o chão, o que é tranquilizador porque ainda estamos acima das quedas sofridas em agosto", disse Hugues Rialan, diretor de adminstração de ativos na Robeco France.   Continuação...