Mercado entra na semana de Copom apostando em juro a 11,25%

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007 11:16 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O mercado não espera surpresas na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) de 2007. Economistas consultados pelo próprio Banco Central projetam que no último encontro do ano, a taxa básica de juro do país será mantida nos atuais 11,25 por cento, revela pesquisa divulgada nesta segunda-feira.

Essa estimativa vem sendo mantida há seis semanas, de acordo com o levantamento semanal do BC. Para 2008, o cenário que indica juro a 10,25 por cento em dezembro é ainda mais duradouro: há dez semanas ele permanece constante.

A última reunião do Copom deste ano acontece na terça e quarta-feira desta semana.

Em termos de crescimento, as projeções sofreram pequenas alterações. Para 2007, os analistas reduziram de 4,71 por cento para 4,70 por cento a estimativa de crescimento da economia brasileira.

Para o próximo ano, a aposta é que o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresça 4,30 por cento, ligeiramente abaixo dos 4,33 por cento projetados na pesquisa anterior.

O quadro para a inflação também é praticamente o mesmo. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar o ano com alta de 3,96 por cento, acelerando levemente no próximo ano, quando se encerrará com alta de 4,10 por cento.

Nos dois casos, as estimativas apontam para inflação abaixo do centro da meta fixada pelo governo, que é de 4,5 por cento.

(Por Renato Andrade)