June 3, 2008 / 8:47 PM / 9 years ago

PANORAMA2-Lehman reacende temores sobre crise financeira

4 Min, DE LEITURA

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 3 de junho (Reuters) - O pesadelo da crise global de crédito voltou a rondar o mercado global nesta terça-feira, com a especulação em torno do Lehman Brothers LEH.N provocando a queda das principais bolsas nos Estados Unidos e na Ásia.

O banco de investimento, um dos maiores do mundo, estaria preparando uma operação para levantar entre 3 e 4 bilhões de dólares, segundo o Wall Street Journal. Em meio à negativa da instituição e à incerteza dos agentes, as ações do Lehman chegaram a cair mais de 12 por cento.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) repercutiu o mau humor externo e caiu 2,62 por cento, fechando pouco acima de 70 mil pontos. O desempenho ruim de Petrobras (PETR4.SA) e Vale (VALE5.SA) ajudou a aprofundar a queda do índice.

Já o mercado internacional de câmbio foi sacudido pelas declarações do chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, sobre o efeito da desvalorização do dólar sobre a inflação nos Estados Unidos.

"Bernanke parece mais preocupado com a inflação do que com o crescimento, e é a primeira vez pelo que me lembre que ele coloca a queda do dólar no cenário macroeconômico por meio da sua ligação com a alta dos custos de importação", disse Tom Sowanick, vice-presidente de investimentos da Clearbook Financial, em Princeton, Nova Jersey.

Após os comentários, o dólar passou a subir diante do euro e do iene. No Brasil, porém, o mercado foi muito mais influenciado pela entrada de recursos no país. Mesmo com o mau humor das bolsas, o dólar fechou em queda de 0,18 por cento.

No mercado de juros futuros, as apostas em uma alta de 0,75 ponto percentual da Selic na quarta-feira ganharam força, com alta da projeção mais curta. A taxa está, atualmente, em 11,75 por cento ao ano.

Veja como encerraram os principais mercados nesta terça-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,629 real, em baixa de 0,18 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 2,407 bilhões de dólares.

Bolsa .Bvsp

O Ibovespa caiu 2,62 por cento, a 70.011 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 6,6 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em queda de 2,60 por cento, aos 41.910 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

A maioria dos contratos de depósito interfinanceiro (DI) fechou em baixa na BM&F. O DI janeiro de 2009 caiu a 13,10 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 recuou a 14,18 por cento.

Global 40 braglb40=Rr

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, ficou estável em 136,563 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 4,90 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil subia 3 pontos, a 182 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 251 pontos-básicos.

Bolsas Dos Eua

O índice Dow Jones .DJI caiu 0,81 por cento, a 12.402pontos. O Nasdaq .IXIC desvalorizou 0,44 por cento, para 2.480 pontos. O índice S&P 500 .SPX caiu 0,58 por cento, aos 1.377 pontos.

Treasuries De 10 Anos us10yt=Rr

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, subiu e o rendimento caiu para 3,89 por cento no final da tarde ante 3,96 por cento na segunda-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Reportagem adicional de Vanessa Stelzer e Aluísio Alves; Edição de Cláudia Pires

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below