BOVESPA-Petrobras e siderúrgicas fazem índice cair

quarta-feira, 3 de setembro de 2008 12:51 BRT
 

SÃO PAULO, 3 de setembro (Reuters) - A extensão das perdas das ações da Petrobras e de fabricantes de aço atropelava o movimento positivo da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) nesta quarta-feira.

Depois de ter chegado a superar os 55.200 pontos, o Ibovespa .BVSP perdeu força e começava a testar uma nova mínima em duas semanas. Às 12h45, o índice apontava 53.971 pontos, caindo 0,8 por cento.

A queda do barril de petróleo Clc1 para a faixa de 107 dólares castigava as ações preferenciais da Petrobras (PETR4.SA: Cotações), que caíam 2,6 por cento, a 32,24 reais.

Entre as fabricantes de aço, o dia também era de perdas. Na ponta, Gerdau (GGBR4.SA: Cotações) tinha desvalorização de 3,85 por cento, valendo 28,22 reais.

"Com o dólar se fortalecendo frente a outras moedas, o investidor está ampliando o desmonte de posições em commodities", disse o operador de uma grande corretora paulista, que preferiu não se identificar.

Vale (VALE5.SA: Cotações) ia na contramão, subindo 1,55 por cento, a 37,46 reais, ainda com o otimismo de investidores com a notícia de que a companhia teria conseguido um reajuste adicional de 20 por cento na venda de minério de ferro para clientes na China. A empresa ainda não se manifestou sobre o tema.

O impacto positivo, no entanto, perdia força, à medida que parte do mercado começava a duvidar da possibilidade de um reajuste para a mineradora.

"O momento não é propício para isso", disse o operador, lembrando que na véspera a Arcelor anunciou um desconto de 5 por cento no preço do minério vendido na África do Sul.

(Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Daniela Machado)