Lula cobra sensibilidade das Farc para soltar todos os reféns

quinta-feira, 3 de julho de 2008 14:46 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira que espera que depois do resgate de 15 reféns as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) tenham "sensibilidade" para libertar os demais sequestrados.

"Fiquei extremamente satisfeito pelo fato de Ingrid Betancourt e mais 14 pessoas terem sido resgatadas das mãos das Farc. Para mim, era e é abominável alguém manter pessoas sequestradas. Aqui na América Latina e América do Sul, não existe nenhuma razão para alguém querer chegar ao poder pela via armada", comentou Lula em entrevista a jornalistas após cerimônia de lançamento do plano de agricultura familiar.

Lula disse que espera agora que o grupo liberte os demais reféns que ainda mantêm em cativeiro. O presidente acrescentou que o resgate dos 15 reféns "foi uma vitória do governo colombiano e de todos que defendem a liberdade e a paz".

"Espero que as Farc tenham a sensibilidade de participar do jogo democrático e libertar todos os reféns que estão em suas mãos", disse. "Quem sabe isso agora deve estar mexendo com a cabeça das Farc e eles possam liberar todos os reféns", declarou Lula, afirmando ainda que na região todas as forças políticas se organizam em partidos.

Na quarta-feira, data do resgate, o presidente se manifestou em nota em que se dizia satisfeito com a saída dos reféns.

(Por Fernando Exman)

 
<p>Lula cobra sensibilidade das Farc para soltar todos os ref&eacute;ns. O presidente Luiz In&aacute;cio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira que espera que depois do resgate de 15 ref&eacute;ns as For&ccedil;as Armadas Revolucion&aacute;rias da Col&ocirc;mbia (Farc) tenham 'sensibilidade' para libertar os demais sequestrados. 1 de julho. Photo by Enrique Marcarian</p>