BOVESPA-Puxado por Vale, índice sobe na contramão internacional

quarta-feira, 3 de setembro de 2008 11:22 BRT
 

SÃO PAULO, 3 de setembro (Reuters) - Uma alta vigorosa das ações da Vale conduzia a Bolsa de Valores de São Paulo para sua primeira alta em quatro sessões, mesmo diante de um comportamento negativo das principais praças estrangeiras.

Às 11h18, o Ibovespa .BVSP subia 0,95 por cento, para 54.916 pontos. O giro financeiro era de 1,07 bilhão de reais.

Os papéis preferenciais da mineradora (VALE5.SA: Cotações) eram os que mais contribuíam com pontos positivos para o índice, disparando 3,7 por cento, para 38,25 reais.

Segundo profissionais do mercado, o movimento tem a ver com a notícia de que a companhia teria conseguido um reajuste adicional de 20 por cento nos preços de minério de ferro vendido a companhias chinesas.

"Isto está dando um alento ao mercado, depois de alguns dias negativos", disse Carlos Alberto Ribeiro, diretor da Novação Distribuidora.

Outros papéis de empresas ligadas a commodities também eram contaminados por esse movimento. As ações preferenciais da Petrobras (PETR4.SA: Cotações) subiam 0,4 por cento, para 33,24 reais, mesmo diante de outro dia de queda dos preços do petróleo.

As bolsas européias registravam queda, depois da divulgação que a economia da zona do euro teve a primeira contração trimestral desde 1995. As bolsas de Wall Street operavam sem tendência definida, com o humor dos investidores oscilando entre o otimismo com o aumento das encomendas à indústria nos Estados Unidos e o medo de novas perdas contábeis de bancos.

ESTRANGEIROS

O saldo da movimentação de investidores estrangeiros na Bovespa em agosto mostrou saída líquida de 2,2 bilhões de reais. Com isso, o saldo negativo no acumulado em 2008 subiu para 16,5 bilhões de reais.

(Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Alberto Alerigi Jr.)