De volta ao Paquistão, Bhutto se diz contra estado de emergência

sábado, 3 de novembro de 2007 17:16 BRST
 

ISLAMABAD (Reuters) - A ex-primeira-ministra do Paquistão, Benazir Bhutto, voltou ao país neste sábado e disse que planeja se encontrar com líderes políticos para discutir uma estratégia de reverter a decisão do presidente paquistanês de suspender a Constituição.

Bhutto chegou ao Paquistão de avião, vinda de Dubai, logo após o presidente Pervez Musharraf declarar estado de emergência e suspender a Constituição do país.

Ela também disse acreditar que o estado de emergência é um plano de Musharraf para atrasar as eleições "por pelo menos um ou dois anos".

"O povo quer liderança. Voltei ao país para poder encorajar as pessoas, para levantar seu moral", disse ela à Sky News ao chegar ao Paquistão.

"Planejo me encontrar com outros líderes políticos de partidos e discutir com eles uma direção de ação para reverter a suspensão da Constituição."