Suzano Petroquímica deixará Nível 2 da Bovespa

quarta-feira, 4 de junho de 2008 15:18 BRT
 

SÃO PAULO, 4 de junho (Reuters) - Sem conseguir atender ao limite mínimo de ações em circulação exigidos pelos níveis de maior governança da bolsa, a Suzano Petroquímica SZPQ4.SA vai deixar o Nível 2 da Bovespa a partir de 25 de junho, ainda que mantenha planos de, neste momento, permanecer listada.

De acordo com Antonio Roberto da Silva, diretor financeiro e de relações com investidores, desde o final de 2007 a companhia estava com impedimentos na bolsa por já dispor de menos do limite das ações em circulação. Atualmente ele acredita que estejam no mercado "em torno de 22 por cento" dos papéis da companhia.

Como a Petrobras (PETR4.SA: Cotações) e a Unipar preparam uma oferta pública pelas ações da empresa para a criação da Companhia Petroquímica do Sudeste (CPS), "as empresas perceberam que ia ficar inviável essa situação", já que a expectativa é que fique um número ainda menor de ações em circulação após a oferta, disse Silva em entrevista à Reuters.

Segundo o executivo, entretanto, "a idéia ainda não é de fechar o capital". Por isso, a Suzano Petroquímica continuará a ter seus papéis negociados.

No futuro, é possível que a CPS decida ingressar no mercado de capitais, mas Silva salientou que "a nova administração é que vai cuidar disso".

A Petrobras e a Unipar começaram a discutir a formação da CPS em agosto do ano passado, depois que a petrolífera estatal assumiu o controle da Suzano Petroquímica.

(Reportagem de Taís Fuoco; Edição de Alberto Alerigi Jr.)