CÂMBIO-Dólar recua, mas segue volatilidade após dados nos EUA

sexta-feira, 4 de abril de 2008 11:16 BRT
 

SÃO PAULO, 4 de abril (Reuters) - O dólar operava em baixa nesta sexta-feira, monitorando a volatilidade provocada em todo o mundo pela divulgação de que os Estados Unidos fecharam mais empregos do que o esperado no primeiro trimestre.

Às 11h10, a moeda norte-americana BRBY era cotada a 1,714 real, com queda de 0,23 por cento. É o quarto dia seguido de baixa.

Os Estados Unidos mostraram mais um sinal de recessão, com o fechamento de 80 mil postos de trabalho em março. Nos dois meses anteriores, a perda de empregos também superou as estimativas anteriores, somando 152 mil vagas fechadas.

"Isso passa para o mercado a certeza de que a recessão realmente está se instalando (nos Estados Unidos), e vem forte", avaliou Mario Battistel, gerente da Fair Corretora.

A reação dos mercados estrangeiros aos números deve ser a principal influência sobre o dólar nesta sessão, escreveram analistas do banco francês BNP Paribas, dizendo que o mercado brasileiro está "altamente dependente do ambiente externo".

No exterior, o relatório provocou volatilidade em vez de uma uniforme reação negativa. Em Wall Street, as bolsas chegaram a operar em alta e, também às 11h10, o Dow Jones .DJI caía 0,56 por cento. A Bovespa .BVSP cedia 0,2 por cento.

"Não acho que a tendência do dólar (nesta sessão) seja de valorizar muito", complementou Battistel, dizendo que os agentes devem adotar uma postura cautelosa. Além disso, lembrou, a moeda pode ser influenciada pelo fluxo.

"A gente continua atraindo bastante capital especulativo para renda fixa", disse, referindo-se à diferença entre os juros praticados no Brasil e no exterior.

(Por Silvio Cascione; Edição de Daniela Machado)