Agência reduz estimativa de expansão da França para 1,8% no ano

quinta-feira, 4 de outubro de 2007 07:42 BRT
 

Por Jon Boyle

PARIS, 4 de outubro (Reuters) - A economia francesa deve se recuperar na segunda metade do ano, mas a taxa de expansão estimada para 2007 será pior do que o governo imaginava e mais fraca do que a previsão anterior, de acordo com relatório divulgado nesta quinta-feira.

Segundo a agência oficial de estatísticas, a INSEE, a economia francesa deve crescer 1,8 por cento neste ano. No documento, a agência destacou as incertezas sobre a perspectiva econômica depois da recente crise nos mercados financeiros e disse que se a turbulência persistir, o crescimento pode ficar ainda mais baixo do que o governo estima. A projeção do governo francês é de que o crescimento fique entre 2 e 2,5 por cento.

"Estimamos um crescimento moderado para este ano, com uma clara recuperação no terceiro trimestre", afirmou Pierre Olivier Beffy, chefe da divisão de análise econômica de curto prazo da INSEE.