PANORAMA2-Surpresa nos EUA e susto com IOF balançam mercados

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008 18:35 BRST
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 4 de janeiro (Reuters) - Os mercados brasileiros sentiram o baque nesta sexta-feira do pessimismo com a economia norte-americana e da incerteza com as novas medidas tributárias do governo. Com isso, a Bovespa caiu mais de 3 por cento, e o dólar praticamente parou, com poucos negócios.

Nos Estados Unidos, a divulgação de que a economia norte-americana gerou apenas 18 mil empregos fora do setor agrícola em dezembro renovou o temor de recessão, derrubando as bolsas de valores em Nova York.

"É um número muito decepcionante, e aumenta a chance de que o Federal Reserve seja mais agressivo no alívio monetário", disse Firas Askari, operador de câmbio da BMO Capital Markets, em Toronto. No Brasil, o efeito foi sentido principalmente pela Bovespa, que voltou ao patamar de 61 mil pontos.

Os juros futuros também sentiram o mau humor, e o contrato janeiro de 2009, um dos preferidos pelo mercado, voltou a ficar acima de 12 por cento ao ano.

O mercado de câmbio, porém, mal percebeu a movimentação externa. Surpreendidos com a cobrança do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) no mercado interbancário de dólar, os agentes travaram os negócios. O volume sequer atingiu os 200 milhões de dólares, segundo um operador.

Após o fechamento do mercado, porém, o governo se corrigiu e retirou as operações interbancárias de câmbio do raio de cobrança do IOF. Segundo o governo, mesmo as transações realizadas nesta sexta ficarão isentas do imposto.

Veja como encerraram os principais mercados nesta sexta-feira:   Continuação...